O herdeiro que rejeitou uma fortuna da cerveja

F. W. Carrington. Este era herdeiro de uma fortuna feita com a elaboração da cerveja. Uma noite passava por um botequim.

Havia uma mulher esperando na porta. Um homem, evidentemente seu marido, saiu e ela estava tentando impedir que voltasse a entrar. Com um golpe de punho o homem a derrubou. 

Carrington se adiantou e olhou para cima, para descobrir que o nome do botequim era o seu. Disse Carrington: “Com esse murro esse homem não só derrubou a sua mulher, mas também me tirou totalmente desse negócio para sempre.” E abandonou a fortuna que poderia ter tido, em vez de manusear dinheiro ganho dessa maneira. 

Ninguém é guardião da consciência de outro. Cada qual deve decidir por si mesmo se quer levar seu trabalho a Cristo e a Cristo consigo a seu trabalho diário. 

Leis mais

Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; porque, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas? 2 Coríntios 6:14

  1. Muitas vezes significava que se devia abandonar a vida social. Muitas festas pagãs se levavam a cabo nos templos de um deus. O convite diria, por exemplo: “Convido-te para jantar comigo na mesa de nosso Senhor Serapis.” Ainda que não fosse assim, as festas pagãs começavam e terminavam com uma libação, uma taça de vinho, em honra dos deuses. Podia um cristão compartilhar isto? Ou devia apartar-se e dizer adeus às reuniões sociais que tanto tinham significado para ele? 
  2.  Freqüentemente significava a ruptura dos laços de família. A dor do cristianismo nos primeiros anos era a maneira em que dividia as famílias. Uma esposa se convertia e seu marido podia expulsá-la da casa. Se o marido se convertia a mulher podia deixá-lo. Se um filho ou uma filha se convertia podiam chegar e encontrar a porta de sua casa fechada e trancada diante da própria cara. Era literalmente certo que Cristo não tinha vindo para pacificar, mas para trazer uma espada que dividia sobre a Terra, que homens e mulheres tinham que estar literalmente preparados para amá-lo mais que a seus seres mais queridos e próximos. Tinham que estar preparados até para sair de suas casas. Por duro que seja, sempre será certo que a pessoa não pode fazer certas coisas e ser cristão ao mesmo tempo. 

Existem certas coisas das quais todos devem apartar-se.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: